20/03/09

SABIA COLEIRA




O sabiá é encontrado do Maranhão ao Rio Grande do
Sul, em Goiá s e no Mato Grosso. Ele gosta de viver
principalmente nas matas, quintais e pomares dentro
das cidades.
Não há diferença entre macho e fêmea. As fêmeas
também cantam e os jovens são iguais aos adultos,
apenas com a plumagem mais apagada.
Existem cerca de 14 espécies de pássaros da família
Turdidae no Brasil, mas as mais populares são o
Sabiá-una (originário da África), Sabiá-laranjeira,
Sabiá-branco, Sabiá-poca e o Sabiá-coleira.
A reprodução do sabiá ocorre em viveiros de pelo menos 1m de comprimento X 2m de altura X 2m de profundidade. O chão deve ser de terra, a fim de facilitar a construção do ninho. Ele se reproduz de setembro a março, com 3 a 5 chocas por ano. O sabiá canta para atrair a fêmea e também durante o acasalamento.
Os tipos mais conhecidos de canto são o trinta e oito, melodia e vivi-vovó. Os mais procurados são o canto de bolero, harpa (ou coleira) e piedade. O sabiá aprende as notas musicais com os pais ou com o professor de canto.
O sabiá se alimenta de ração Gorjeio, frutas variadas e areia mineralizada.

3 comentários:

  1. sabia nao canta somente.ela enterpreta,e traz o som de dentro da alma.quando era criança matei muitas casando.ainda bem que cresci e aprendi.se pudesse voltar atraz.um dia desses acordei com os acordes de uma sabia larangeira,fui a janela e achei ela num pé só num galho ceco de um abacateiro.cantava em uma melodia suave de dar prazer aos ouvidos,para minha sorte ficou cerca de 1 hora neste ritual.linda,emponente.hoje ensino meu filho.ele nao vai precisar crescer para aprender.

    ResponderExcluir
  2. tenho uma dassas flauta

    ResponderExcluir