11/02/09

SABIA LARANJEIRA


SABIÁ-LARANJEIRA
Ele é o Símbolo da Nossa Avifauna | Manutenção em Cativeiro | Acasalamento e Reprodução | A Família dos Sábias

ELE É O SÍMBOLO DA NOSSA AVIFAUNA

Lembrando pelos poetas como o pássaro que canta no tempo do amor, apresentamos o Sabiá-Laranjeira, uma das mais populares aves brasileiras.

Popular pelo seu canto nostálgico, triste e saudoso, o Sabiá-Laranjeira tem sido lembrado na literatura brasileiras pelos poetas José de Alencar, Gonçalves Dias, Chico Buarque de Holanda, entre outros, como o pássaro que canta no tempo do amor: a primavera.

Talvez, o que poucos sabem, é que esta ave, de nome científico Turdos Rufiventris, foi escolhida em 1966 como símbolo da fauna orniológica nacional, tendo, a partir daí, presença obrigatória nas comemorações do Dia da Ave.

Ela é encontrada no Brasil Central e Este-Meridional, especialmente no sul de Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Prefere voar com sua amada a viver em bandos e é na primavera que atinge o auge de sua inspiração, podendo cantar horas a fio. Para o Sabiá-Laranjeira, cantar não é só uma arte mas, também, uma forma de conquistar a fêmea e de ensinar seus filhotes a cantar. Por isso, ficou conhecido no interior do Brasil como o pássaro que canta antes do acasalamento para a companheira e, depois, para os filhotes.

Se colocado, quando pequeno, perto de outras espécies canoras, o Sabiá-Laranjeira, poderá decepcionar seus admiradores. Isto porque é capaz de adaptar o estilo destes pássaros à sua voz, tornando-se um Laranjeira de canto impuro e imperfeito.

Por isso costuma-se deixar os filhotes sempre próximos a um adulto, para que aprendam com facilidade o canto certo

Um comentário: