15/06/09

CALOPSITA


Origem

Originária da Austrália, é um Psitacídeo da família das Cacatuas. Na natureza alimenta-se de sementes, além de frutos e insetos. Diferentemente dos outros Psitacídeos que preferem o topo das árvores, costuma alimentar-se no chão. Descrita cientificamente pela primeira vez em 1792, a Calopsita começou a fazer parte dos aviários europeus apenas em 1884 e teve maior expansão a partir de 1949 com o surgimento da primeira mutação, a Arlequim, na Califórnia.


SUGESTÕES

Calopsitas

Casal de Calopsita + viveiro
Produtos indicados

Bolsa para transporte

Gaiola Playground

Playground grande

Gaiola para 3 aves

Gaiola




Características

Com sua beleza exótica destacada pela crista ereta, a Calopsita ornamenta o ambiente onde está. Torna-se ainda mais atraente por seu tamanho médio, de cerca de 30cm, e grande diversidade de cores. Permite compor viveiros com diversidades de espécies, uma característica restrita à maioria das aves, aceitando com o seu temperamento pacífico também o convívio com pássaros menores. As qualidades vão além. Não incomoda a vizinhança por não ser barulhenta e pode nos trazer alegrias adicionais, aprendendo a falar e assobiar. É ainda fácil de criar, pois come pouco, reproduz-se com facilidade e não é destruidora, além de viver bastante, em média 20 anos.

É uma ave muito fácil de criar e por isso é recomendada para iniciantes e para quem quer ter pouco trabalho. É resistente à doenças. São aves fortes, que raramente adoecem. Com tanta saúde, a Calopsita vive muito e comumente morre de velhice.

Outra facilidade dessa ave é a procriação. Por ser criada há muito tempo em cativeiro, a Calopsita já está predisposta a reproduzir fora do ambiente natural sem grandes exigências. Não que a Calopsita dispense todas e quaisquer exigências para acasalar e botar ovos, mas as poucas de que precisa além de serem simples já são conhecidas, eficientes e estão divulgadas em literatura.

O fato de o macho e a fêmea diferirem fisicamente na maioria das mutações auxilia muito quando se pretende formar um casal. A Calopsita também é uma ótima mãe. Não é daquelas que rejeitam chocar os ovos ou cuidar dos filhotes e acabam por transferir ao dono parte das tarefas da maternidade. Muito pelo contrário.

Até na dieta a Calopsita simplifica a vida dos donos e criadores. É composta principalmente por ração e sementes, que se encontram com facilidade nas lojas, e os complementos são comuns, como frutas e verduras.

Diferenças entre machos e fêmeas

Padrão Normal: Macho tem cabeça amarela e crista amarelo mais forte.
Padrão Canela: Macho mais escuro.
Padrão Pérola: O macho maduro perde quase totalmente o perolado.
Padrão Lutino: Macho não tem estrias amarelas na face inferior da cauda.
Padrão Cara Branca: Macho tem cabeça branca.
Padrão Arlequim: Macho não tem listras e nem estrias amarelas na cauda.
Padrão Fulvo: É um dos padrões em que é mais difícil notar o dimorfismo. Via de regra, a fêmea tem cores mais brilhantes.
Padrão Cara Amarela: A principal diferença é o amarelo da bochecha, que é mais forte no macho.
Padrão Prata: Diferencia-se da mesma forma que o padrão normal.

Originária da Austrália, na natureza a Calopsita é cinza com as bordas das asas brancas, bochechas vermelhas, crista amarelo – acinzentado nas fêmeas e amarelo nos machos, que também apresenta a cabeça dessa cor. É o que os criadores chamam de padrão silvestre ou normal. Quando surgem aves mutantes na natureza, ostentando outras combinações de cores, dificilmente sobrevivem. Elas são vítimas mais fáceis de predadores, pois a coloração diferente ganha destaque e colabora para uma visualização mais rápida da ave. A partir do padrão silvestre, a criação selecionada fixou diversos padrões e também muitas variedades que se caracterizam pela mescla de padrões distintos.

Padrão Canela: Parecido com o padrão Normal, mas difere na cor do corpo, que é marrom em vez de cinza, e na tonalidade mais clara das pernas e dos olhos.

Padrão Pérola: De forma geral, apresenta na cabeça duas manchas vermelhas laterais, as faces são amarelo salpicado de cinza, a crista amarela é riscada de cinza, as penas das costas podem variar do branco ao amarelo. As penas das asas são cinza com faixas amarelas. A cauda é amarela, o peito e a barriga, listrados de amarelo e cinza.

Padrão Lutino: O branco predomina no corpo. Os olhos são vermelhos, os pés rosados, a crista amarela, o bico marfim, a cabeça amarelada com bochechas vermelhas. Nas asas e na cauda também há um pouco de amarelo.

Padrão Arlequim: Padrão bem variável, pode ser parecido ao padrão normal ou até apresentar pouquíssimo cinza e, sim, o amarelo – claro. A cabeça é amarelo – forte, bochechas vermelhas e crista amarela.

Padrão Cara Branca: As cores dominantes são o cinza – escuro, o preto e o branco. O macho tem cabeça branca, crista cinza e bordas das asas brancas. A fêmea tem o corpo cinza, bordas das asas brancas e face interior da cauda com estrias pretas e brancas.

Padrão Fulvo: Semelhante ao padrão canela. A cor predominante no corpo é o canela – pálido com manchas de amarelo – suave e com a face amarelo forte. Os olhos são vermelhos.

Padrão Prata: Há duas formas distintas. A chamada recessiva e a dominante. Na recessiva, os olhos são vermelhos e o cinza do corpo é prateado. As demais características são iguais à do padrão normal. Na dominante o tom do corpo é prateado – pastel. Os olhos são pretos, as pernas cinzas e as faces e a crista são amarelo-forte.

Padrão Cara Amarela: Ainda não há notícia de sua existência no Brasil. É muito semelhante ao padrão silvestre. A principal diferença é a cor da bochecha. Em vez de ser vermelha é amarela.

11 comentários:

  1. contem demasiada informação.. tente fazer um resumo :(

    ResponderExcluir
  2. um resumo bom e comprar uma.valeuu.estou começando a criar,tomara que de certo.sou de criciuma sc.gostei do blog.

    ResponderExcluir
  3. Ganhei uma calopsita bebê é muito docê,mansa,amiga...já´está começando a imitir sons uma graça!Ela uma fêmea.Quem tiver paixão por calopsita aconselho a ter uma em casa,vc vai amar esá linda ave!Abraços

    ResponderExcluir
  4. RIQUÍSSIMAS INFORMAÇÕES, OBRIGADO, DEUS TE ABENÇOE!

    ResponderExcluir
  5. Muito bonitas mas se nao cuidartodo dia fica muito brava facilment. :(

    ResponderExcluir
  6. TENHO UMA CALUPSITA É UM MACHO ELE É O CHODO DA CASA..SÓ FICA NO OMBRO E NO DEDE E ADORA FICAR NO MEU SOFA ELE TA COM 2 MESES JA TA COMESANDO A QUERER A CANTAR.SE EU COLOCO NA GARAJEM ELE PULA E VEM PRA DENTRO DE CASA COM MIGO.

    ResponderExcluir
  7. lindo !!! tbm amo os animais parabéns por seu lindo trabalho continue sempre que deus te abençõe grandemente ...

    ResponderExcluir
  8. eu amo todos os animais principalmenye calopsitas elas sao lindas

    ResponderExcluir
  9. tenho , calopsitas 2 machos e , uma fêmea inclusive estar no ninho há mais ou menos 15 dias estou ansiosa p/ ver quantos vão nascer é interessante a forma de como elas se dedicam no revezamento do ninho ela passa a noite e ele o dia .estou encantada se alguém tiver dicas p/ favor min informe , até mais.

    ResponderExcluir